Economia

Governo pretende injetar até 1.200 milhões de euros para ajudar TAP

As declarações foram feitas na apresentação do Orçamento Suplementar, esta terça-feira.

O Governo pretende injetar no máximo 1.200 milhões de euros para ajudar a TAP, de acordo com declarações do secretário de Estado do Tesouro, Álvaro Novo, feitas esta terça-feira. No entanto, "o processo de ajuda" à companhia aérea "ainda não está concluído" visto ser necessário obter uma resposta de Bruxelas sobre o pedido de auxílio de Estado, que "deverá chegar esta semana".

"O Orçamento prevê um montante máximo, são 1.200 milhões de euros, mas na verdade está decomposto em duas componentes: uma que corresponde ao cenário base — previsivelmente o que irá acontecer ao longo dos próximos meses –, mas, atendendo à situação que se vive na aviação, foi colocado um adicional para que se possa fazer face à incerteza do setor da aviação", disse o secretário de Estado do Tesouro, que também está de saída do Executivo.