Sociedade

Portugal disponível para enviar para o Líbano 42 operacionais

Envio da Força Operacional depende da aceitação formal por parte das autoridades libanesas.

Portugal manifestou, esta quarta-feira, disponibilidade para prestar auxílio às autoridades libanesas, na sequência do pedido de assistência internacional formulado pelas mesmas ao Mecanismo Europeu de Proteção Civil, anunciou o Ministério da Administração Interna (MAI).

Em comunicado, o MAI sublinha que o pedido surge na sequência da emergência causada pela explosão que abalou a capital libanesa, Beirute, na tarde desta terça-feira.

“Portugal comunicou ao Mecanismo a disponibilidade para o envio de uma Força Operacional Conjunta Nacional (FOCON), composta por 42 operacionais da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), da Guarda Nacional Republicana (GNR), do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa (RSB), sob comando da ANEPC, com valências nas áreas da busca e salvamento em ambiente urbano, emergência pré-hospitalar e resposta a eventos NRBQ – Nuclear, Radiológico, Biológico e Químico”, informa a mesma nota.

A mobilização desta FOCON depende ainda da aceitação formal por parte das autoridades libanesas.