Economia

Teixeira dos Santos de saída

Azevedo Pereira, que entrou no banco há cerca de um ano, deverá assumir o cargo de CEO. Diogo Barrote já enviou carta de renúncia. 

A nova administração do EuroBic deverá ser aprovada pelos acionistas a 14 de setembro, data da assembleia geral da instituição financeira. Tal como o SOL já tinha avançado, a equipa ainda liderada por Fernando Teixeira dos Santos terminou o seu mandato em dezembro passado e o Banco de Portugal fez pressão para que o banco apresente a nova estrutura de gestão, uma vez que já fechou  as contas referentes a 2019 e continua à espera que o EuroBic apresente os valores referentes a este ano.

Entretanto, Diogo Barrote entregou esta semana uma carta de renúncia ao cargo de administrador, alegando "motivos pessoais" e com efeitos imediatos. Na carta, a que o SOL teve acesso, diz ainda que não está "disponível para corresponder ao convite que me foi endereçado pelo Comité de Nomeações e Remunerações, em representação dos acionistas, para integrar o conselho de administração para o mandato de 2020–2022".

O ex-diretor do Fisco José Azevedo Pereira, que chegou ao banco há pouco mais de um ano para ficar com o pelouro do risco, deverá suceder a Teixeira dos Santos como CEO do EuroBic.