Politica

Pedro Santana Lopes não deverá recandidatar-se à presidência do Aliança

O político quer dedicar-se mais à sua vida profissional. 

Pedro Santana Lopes não deverá recandidatar-se à presidência do Aliança, partido que fundou, há praticamente dois anos, com o objetivo de se dedicar mais à sua vida profissional.

A notícia foi avançada pelo jornal Público, no entanto, nem o político nem nenhum membro do partido reagiu à novidade. É esperado que Santana Lopes continue a trabalhar no partido mas num cargo mais pequeno, de modo a conseguir dar mais protagonismo à sua vida fora do mundo político.