Desporto

Ciclista é afastado de equipa por apoiar Trump

Quinn Simmons não voltará a competir até novo aviso.

Quinn Simmons, de 19 anos, campeão do Mundo de estrada de juniores, admitiu no Twitter ser apoiante de Donald Trump, o que lhe valeu o afastamento da equipa Trek-Segafredo.

No Twitter, um jornalista holandês especializado em ciclismo, José Been, escreveu: "Meus queridos amigos norte-americanos, espero que este horrível mandato presidencial acabe para vocês e para nós (antigos?) aliados também. Se me segues e és apoiante de Trump podes ir embora. Não há desculpas para votar neste homem horrível”, ao que o jovem respondeu com um “Adeus” e um emoji de uma mão negra a acenar. De seguida, alguém o chamou de “Trumper”, ou seja, apoiante de Donald Trump e Simmons acabou por confirmar. “É verdade”, escreveu.

A equipa de Simmons reagiu num comunicado, anunciando o afastamento do ciclista. "A equipa Trek-Segafredo é uma organização que valoriza a inclusão e apoia a diversidade e igualdade no desporto para todos os desportistas. Embora apoiemos o direito e a liberdade de expressão, também responsabilizamos as pessoas pelas suas palavras e ações. Lamentavelmente o nosso corredor Quinn Simmons fez vários comentários nas redes sociais que sentimos serem incendiários e que prejudicam a equipa, o ciclismo profissional, os fãs e o futuro positivismo que esperamos ajudar a criar no desporto.”, disse a equipa.

A Trek-Segafredo acrescentou ainda que o ciclista não voltará a correr até novo aviso.