Internacional

Hospedeira de bordo violada por 11 homens é encontrada morta num quarto de hotel de luxo nas Filipinas

Christine Angelica Dacera tinha 23 anos e decidiu comemorar a passagem de ano com os amigos no luxuoso hotel City Garden nas Filipinas.

A hospedeira de bordo, Christine Angelica Dacera, de 23 anos, foi encontrada morta na banheira do hotel City Garden, nas Filipinas, no dia da passagem do ano depois de ter sido violada por 11 homens que estavam acomodados nos quartos pertos do seu. Os indivíduos foram acusados de violação coletiva e também de homicídio.

Christine Dacera decidiu acabar o seu ano em grande com os seus amigos ao passar o dia do ano novo no hotel luxuoso em Makati nas Filipinas. De acordo com o jornal Daily Mail, o colega Rommel Galida acordou por volta das 10h00 e julgava que a hospedeira estava deitada ao seu lado e cobriu-a com um cobertor. Afinal, quando foi à casa de banho, encontrou-a deitada na banheira.

Rommel Galida chamou a assistência média e Dacera foi levada rapidamente para a clínica médica de Makati, onde foi declarada morta.

Segundo o chefe da polícia da cidade de Makati, Harold Depositar disse ao Philippine Daily Inquirer, a autópsia ainda não chegou às mãos dos investigadores, contudo, já se sabe que o corpo da jovem de 23 anos tinha hematomas, cortes nas coxas e nos joelhos e também apresenta evidências de agressão sexual.

As acusações são provisórias, sendo que a polícia está a aguardar pelos resultados da autópsia e do relatório de toxicologia. Três dos 11 homens já assumiram a sua culpa neste crime, enquanto os restantes estão desaparecidos.