Sociedade

Homem que seduzia e burlava mulheres nas redes sociais fica em prisão preventiva

Em causa estão os crimes de "burla qualificada, violência doméstica e abuso de confiança, falsificação de documentos e tráfico de droga".


O homem de 55 anos detido na segunda-feira, no âmbito da operação policial 'Amores Imperfeitos', suspeito dos crimes de burla qualificada e violência doméstica, ficou em prisão preventiva, segundo ordem determinada, esta quarta-feira, pelo Tribunal de Beja.

Segundo a Polícia Judiciária, o homem terá seduzido, pessoalmente e através das redes sociais, várias mulheres,"com promessas de compromisso afetivo". Após ganhar a confiança das vítimas, "o arguido desenvolvia ações enganosas, levando-as a entregar-lhe bens materiais e patrimoniais e sujeitando-as, posteriormente, a ofensas corporais graves".

O detido irá ficar em prisão preventiva no estabelecimento prisional de Beja, segundo revelaram fontes policiais e judiciais à agência Lusa. No entanto, "se houver condições, irá para casa", onde ficará em prisão domiciliária, "vigiado por pulseira eletrónica".

Em causa estão os crimes de "burla qualificada, violência doméstica e abuso de confiança, falsificação de documentos e tráfico de droga". As investigações do caso ainda estão a decorrer.