Internacional

Dinamarca retira AstraZeneca do plano de vacinação

Decisão atrasa em quatro semanas os objetivos do plano de vacinação do país.


A Dinamarca decidiu retirar a vacina da AstraZeneca do seu plano de vacinação contra a covid-19, confirmou, esta quarta-feira, a Autoridade de Saúde do país, depois de vários meios de comunicação nacionais avançarem com a notícia.

"A campanha de vacinação da Dinamarca vai continuar sem a vacina AstraZeneca", anunciou o diretor da Autoridade de Saúde Dinamarquesa, Soren Brostrom, citado pela AFP.

A Dinamarca foi o primeiro país a suspender temporariamente a administração do fármaco da AstraZeneca, como medida de segurança, após o registo de casos de coágulos sanguíneos em pessoas vacinadas.

Inicialmente, a suspensão seria de duas semanas, mas depois foi prorrogada mais três semanas, a partir de 25 de março. Agora a decisão é definitiva e deverá atrasar em quatro semanas os objetivos do plano de vacinação. 

Segundo as autoridades dinamarquesas, cerca de 150 mil pessoas foram inoculadas com o fármaco da AstraZeneca no país.