Politica

Ministro garante que SIRESP vai continuar a funcionar após 30 de junho

Declarações surgem após aviso de presidente da Altice e de demissão de responsável do SIRESP.


O ministro da Administração Interna disse, esta sexta-feira, que a rede de comunicações de emergência do Estado, SIRESP, vai continuar a funcionar, após 30 de junho, segundo um modelo que "o Governo tem neste momento já em processo legislativo".

"Todos sabemos que há um modelo que termina no dia 30 de junho. O sistema continuará a funcionar de acordo com o modelo institucional que o Governo tem neste momento já em processo legislativo", afirmou Eduardo Cabrita, em declarações aos jornalistas, à margem da cerimónia de inauguração do novo quartel da GNR de Paço de Sousa, em Penafiel.

Recorde-se que estas declarações surgem pouco tempo depois de o presidente da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, ter afirmado, na quarta-feira, que sem um novo contrato a empresa não poderia manter o SIRESP, reiterando que o serviço cessará a 30 junho, se nada mudasse.

Já depois de conhecida a posição da Altice, o presidente do SIRESP, o general Manuel Couto, apresentou a demissão, segundo o Diário de Notícias, tendo invocado “razões pessoais”.