Sociedade

MP já abriu 216 inquéritos crime a casos de fraude na vacinação

O Ministério Público iniciou inquéritos em todo o território português. 


O Ministério Público (MP) confirmou, esta sexta-feira, que já foram abertos 216 inquéritos crime em todo o território português, incluindo as ilhas da Madeira e dos Açores, devido a “suspeitas da continuação de eventuais desvios ou fraudes no processo de vacinação contra a covid-19”.

Segundo um comunicado da Procuradoria-Geral da República (PGR), 30 dos 216 inquéritos, cujas investigações foram desenvolvidas por parte da Polícia Judiciária (PJ), estão já concluídos.

De acordo com a mesma nota, até ao momento já foram constituídos mais de 50 arguidos, “estando em causa indícios da prática dos crimes, sobretudo, de recebimento indevido de vantagem, abuso de poder, peculato, apropriação ilegítima ou abuso de confiança".

“Estas investigações implicaram a rigorosa definição temporal dos atos sob suspeita e a aferição de conformidade de cada uma das situações concretas com os normativos vigentes, isto, tendo em conta a sucessão de disposições regulamentares entretanto emanadas a este propósito”, explica.