Sociedade

Entre 310 guardas-provisórios do 45.º Curso de Formação de Guardas, apenas 12% são mulheres

É de realçar que a GNR tem previstos cinco CFG para o ano de 2021, sendo que atualmente já decorrem dois cursos. 


"Amanhã, dia 16 de agosto, no Centro de Formação de Portalegre (CFP) da Escola da Guarda, decorre a incorporação do 45.º Curso de Formação de Guardas (CFG), composto por 310 Guardas-provisórios", começa por explicar a GNR em comunicado enviado aos órgãos de informação, destacando que a formação terá a duração aproximada de oito meses, período em que serão ministradas, à distância e presencialmente, de acordo com as orientações da Direção-Geral da Saúde, diversas matérias relativas quer à formação geral militar, quer à formação nas áreas jurídicas e técnico-profissionais.

"A formação contemplará ainda uma vertente de caráter prático (formação em exercício), com o objetivo de proporcionar aos Guardas-provisórios as competências na prática de exercício das funções inerentes ao serviço operacional da GNR", explica, acrescentando que dos 310 Guardas-provisórios a incorporar, somente 12% são do género feminino, 11% têm formação académica superior, 58% estão na faixa etária entre os 20-24 anos e 42% cumpriram serviço militar nas Forças Armadas.

É de realçar que a GNR tem previstos cinco CFG para o ano de 2021, sendo que atualmente já decorrem dois cursos. O primeiro teve inicio a 19 de abril e é composto por 196 Guardas Provisórios, enquanto o segundo começou a 21 de junho e tem 294 militares. Os restantes dois cursos estão programados para o final do ano.