Desporto

Benjamin Mendy, jogador do Manchester City, vai ficar em prisão preventiva por crimes sexuais

O juiz responsável pelo caso recusou o pedido de fiança do futebolista.


O jogador do Manchester City, Benjamin Mendy, acusado de quatro crimes de violação e um de abuso sexual, vai ficar em prisão preventiva. A decisão foi tomada, esta sexta-feira, pela justiça britânica.

O juiz responsável pelo caso recusou o pedido de fiança do futebolista, que agora permanecerá detido até ao próximo dia 10 de setembro, até nova audição em tribunal, segundo escreve a imprensa britânica.

O lateral francês, de 27 anos, foi detido e acusado, na quinta-feira, de quatro crimes de violação e um de abuso sexual.  A polícia de Cheshire adianta que “as acusações são relativas a três queixosas com mais de 16 anos” e os crimes terão ocorrido, “alegadamente, entre outubro de 2020 e agosto de 2021”.

O jogador foi suspenso do Manchester City enquanto decorre a investigação.