Cultura

Escritor Wilbur Smith morreu aos 88 anos

O anúncio da morte do escritor foi dado na sua página pessoal na rede social Facebook.

 


O escritor Wilbur Smith morreu aos 88 anos em casa, na Cidade do Cabo, na África do Sul, deixando 49 livros escritos e mais de 140 milhões de exemplares vendidos por todo o mundo, notícia domingo a EFE.

O escritor nasceu a 9 de janeiro de 1933 na Zâmbia, antiga Rodésia do Norte, tendo-se mudou para a África do Sul, onde trabalhou como jornalista e contabilista antes de se dedicar inteiramente à literatura.

O seu trabalho é principalmente conhecido pelos romances de aventura ambientados na história africana.  O seu primeiro livro, “When the Lion Feeds”, foi escrito em 1964, seguindo-se uma séries de títulos entre os quais se destacam os livros protagonizados pela família Courtneys.

Essa família foi o centro de várias das suas narrativas. O escritor contou histórias de várias gerações dos Courtneys ao longo de vários períodos chave da História, desde a África colonial à África do Sul do apartheid e à Guerra Civil Americana.

A obra de Wilbur Smith inclui ainda a saga da família Ballantyne e romances passados no Antigo Egito como “O Novo Reino” de 2021, que foi a sua última obra publicada.