Politica

Livre realiza XII Congresso este fim de semana

O Congresso do partido, que voltou a eleger um deputado para representar o Livre no Parlamento nas eleições legislativas antecipadas, vai acontecer em Coimbra. 

 


O Livre vai realizar o seu XII Congresso no próximo sábado e domingo, em Coimbra, no qual serão eleitos os novos órgãos nacionais. Rui Tavares é candidato por uma das duas listas que concorrem à direção.

Segundo uma nota enviada, esta segunda-feira, pelo partido, o XII Congresso do Livre vai ser realizado no Convento São Francisco, em Coimbra, e terá como propósito eleger os novos órgãos, "nomeadamente os 50 membros da Assembleia do Livre, eleitos uninominalmente, bem como o Grupo de Contacto (direção do Livre) e o Conselho de Jurisdição", para um mandato que se prolongará até 2024. O partido revela que foram apresentadas ao congresso "mais de 30 moções".

Note-se que nas eleições legislativas antecipadas de janeiro, o Livre conseguiu eleger um deputado, o historiador Rui Tavares, de forma a recuperar a representação parlamentar que perdeu quando retirou a confiança política à deputada Joacine Katar Moreira, eleita em 2019, acabando por se desfilar do partido e exercer o seu mandato como deputada não inscrita. 

Entre as listas candidatas ao Grupo de Contacto (direção) está a lista 'A', da qual Rui Tavares faz parte, com uma moção estratégica intitulada 'O Futuro nas nossas mãos'. De realçar que Rui Tavares não faz parte da direção em funções, sendo apenas membro da Assembleia, órgão máximo entre congressos.

Candidata-se também uma segunda lista, a 'B', com uma moção estratégica denominada 'Concretizar o Livre', integrada por dois elementos da Assembleia, Patrícia Robalo e Rodrigo Brito.

De acordo com o programa disponível no 'site' do partido, o primeiro dia, sábado, vai ser dedicado à apresentação das moções de estratégia global, das listas candidatas à direção e ao Conselho de Jurisdição, intervenções dos candidatos à Assembleia, terminando com o início do processo eleitoral para os órgãos nacionais. Já no segundo dia está previsto o debate e votação das moções de caráter específico, anúncio de resultados e os discursos de encerramento.

A última reunião magna do partido realizou-se em dezembro de 2021, no concelho de Oeiras, onde foi aprovada a versão final do programa eleitoral apresentado nas eleições legislativas antecipadas de janeiro.

Não obstante, o último congresso eletivo aconteceu em janeiro de 2020 e ficou marcado pelo clima tenso entre a deputada Joacine Katar Moreira, então filiada, e o partido. Nessa reunião magna, foi adiada a decisão relativa à retirada da confiança política à sua deputada, que se exaltou e acusou os dirigentes de mentiras.

Os comentários estão desactivados.