Economia

EDP vai subir preços de eletricidade a partir de maio

O aumento resulta do atual contexto do mercado internacional - impulsionado pela guerra na Ucrânia - que se encontra instável. 


Os preços da eletricidade para os clientes residenciais da EDP vão aumentar a partir de maio. 

"A EDP Comercial fará uma atualização da tarifa de eletricidade para os seus atuais clientes residenciais, em linha com o recente anúncio de ajuste da tarifa do mercado regulado. Esta atualização vigorará a partir de maio e representa uma variação média de 3%", anunciou a empresa. 

O aumento resulta do atual contexto do mercado internacional - impulsionado pela guerra na Ucrânia - que se encontra instável, tendo provocado uma "subida no preço de aquisição de eletricidade, que é atualmente cerca de três vezes superior ao que foi registado no último trimestre do ano passado", justificou a energética.

A EDP também realçou que, apesar de atualizar "as tarifas apenas no início de cada ano, mesmo em períodos de flutuação dos preços nos mercados grossistas", no ano de 2021 decidiu manter os mesmos preços de 2020, embora o valor da energia tenha "atingido recordes nos mercados". 

Esta alteração surge depois de a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) ter anunciado que as tarifas da eletricidade no mercado regulado vão aumentar cinco euros por MWh, a partir de 1 de abril, o que representa uma subida de aproximadamente 3% na fatura média mensal de eletricidade. 

Note-se que o impacto da crise energética já levou a Galp, também fornecedora de eletricidade e gás natural no mercado livre, a aumentar os preços aos clientes domésticos a partir de 15 de abril. O gás natural irá sofrer um aumento mensal de até três euros, ao passo que a eletricidade aumentará entre um e dois euros, adiantou a empresa na segunda-feira. 

Os comentários estão desactivados.