Economia

MEE. Medina confiante na eleição de João Leão

Leão “saiu desta reunião reforçado no seu prestígio e também nas suas possibilidades”, disse o ministro das Finanças.


O ministro das Finanças português disse esta terça-feira ter “confiança reforçada” na eleição do seu antecessor João Leão para a presidência do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE), após a “votação pré-indicativa” no Eurogrupo.

Para Fernando Medina não há dúvidas que João Leão “saiu desta reunião reforçado no seu prestígio e também nas suas possibilidades”. As palavras foram proferidas ao final de um Conselho Ecofin, em Bruxelas.

Questionado sobre as notícias que dão conta que o candidato holandês – o ex-secretário de Estado das Finanças Menno Snel – ter desistido por ter sido o mesmo votado numa primeira volta e se o candidato de Itália, Marco Buti, foi o menos votado na segunda, Medina apenas disse “confere”. E acrescentou que Leão é “um dos dois candidatos que se encontra nesta fase final” do processo de seleção.

Assim, João Leão, o ex-ministro das Finanças do Luxemburgo Pierre Gramegna, e Marco Buti, ex-diretor-geral dos Assuntos Económicos e Financeiros da Comissão Europeia mantêm-se na corrida. O sucessor de Klaus Regling, atual diretor-geral do MEE só será confirmado no mês de junho.

Os comentários estão desactivados.