Sociedade

Temperaturas altas continuam esta semana

Há regiões, onde os termómetros vão atingir os 40 graus. IPMA mantém até terça-feira ao final do dia seis distritos sob aviso laranja.

Temperaturas altas continuam esta semana

A onda de calor que se tem feito sentir desde o final da semana passada vai continuar. A “culpa” é de uma massa de ar quente do norte de África que está a passar pelo interior da Península Ibérica e vai fazer com que as altas temperaturas se mantenham durante os próximos dias, embora não em todo o território.

De acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os termómetros deverão atingir os 40oC na Beira Baixa, interior do Alentejo e vales do Tejo e do Douro. Com temperaturas mais baixas, mas ainda quentes, estará o Porto - que na quarta-feira, 15, deverá chegar aos 30oC - e em Lisboa, onde a previsão é de máxima de 36oC, apesar do céu nublado.

Para a faixa costeira ocidental, os valores deverão ser ligeiramente inferiores, variando aproximadamente entre 25 e 30 graus, devido à previsão de vento de nor-noroeste, que poderá ser por vezes forte durante as tardes.

De acordo com o instituto, as temperaturas máximas “deverão estar entre cinco e 12 graus acima dos valores médios para a época do ano, situação que é comum nesta altura do ano, e que neste contexto levará à emissão de avisos de tempo quente, em particular no interior”.

Seis distritos do continente sob aviso laranja Face às altas temperaturas, os distritos de Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja vão estar sob aviso laranja até às 18 horas de amanhã. 

O aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica. O IPMA recomenda para as regiões em risco extremo que se evite o mais possível a exposição ao sol.

Já na quinta-feira, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) tinha anunciado o destacamento de cerca de cinco mil operacionais para responder nos próximos dias ao aumento de risco de incêndio.

Ainda ontem à tarde deflagrou um incêndio, no concelho de Montemor-o-Novo, que chegou a mobilizar mais de meia centena de operacionais e três meios aéreos. As chamas devastaram uma área de mato e pinhal no Monte do Ramalhão, na zona de Cabrela.

Espanha com temperaturas recorde O nosso país vizinho passou, este fim de semana, por aquela que se configura como a onda de calor mais severa dos últimos 20 anos registada nos meses anteriores à chegada do verão, revelou a Reuters.

Uma das cidades “mais castigadas” é Sevilha, onde, segundo a agência de notícias, os condutores de charretes viram-se obrigados a resguardar os seus cavalos, impossibilitando os passeios turísticos com passagem por alguns dos pontos mais famosos da localidade, como é o caso do Real Alcázar de Sevilha. 

Segundo o gabinete nacional de meteorologia AEMET, as temperaturas atingiram, este sábado, os 40.ºC no vale do Guadalquivir, em Sevilha, bem como em Córdoba.

Também em outras zonas do sul de Espanha, como é o caso do vale do Guadiana e da Estremadura, as temperaturas máximas poderão ascender até aos 42oC, de acordo com as previsões meteorológicas.

Mas a par do calor, algumas regiões espanholas poderão contar com a ocorrência de ventos fortes e de tempestades.

Os comentários estão desactivados.