Politica

Moedas recebe Ayuso. "Vamos criar laboratórios de liberdade"

O autarca lisboeta e a presidente da Comunidade de Madrid acordaram trabalhar em conjunto na área da inovação.


O presidente da Câmara de Lisboa recebeu na quinta-feira, a presidente da Comunidade Autónoma de Madrid, Isabel Díaz Ayuso, na sua primeira visita à capital lisboeta, para uma reunião de trabalho que tinha em vista estreitar os laços entre ambas as cidades. Nos Paços do Concelho, em Lisboa, Carlos Moedas e Díaz Ayuso acordaram trabalhar em conjunto em áreas como a inovação, cultura, e o empreendedorismo.

Numa conferência de imprensa, na sequência da reunião, o autarca lisboeta  salientou que a visita da responsável madrilena é “um momento importante” para ambos, considerando que Díaz Ayuso “representa muito daquilo que pensa que falta na política” atualmente. “Estar perto das pessoas, falar e ouvir as pessoas e fazer política com as pessoas”, detalhou.

Desde que se candidatou à câmara lisboeta, o social-democrata comprometeu-se a trabalhar para as pessoas, tendo agora reforçado esse compromisso ao lado da dirigente do PP que, na altura em que Moedas concorria à liderança da autarquia lisboeta, já lhe tinha manifestado o seu apoio. “Como em Madrid, há que libertar Lisboa das políticas socialistas fracassadas”.

Da reunião saiu também o entendimento da importância de “uma cada vez maior relação com a Comunidade de Madrid”, nomeadamente no seu peso em termos “empresariais e turísticos”, já que muitas das empresas da Comunidade encontram-se em Lisboa.

Moedas lembrou o facto de “estar a trabalhar mais na área da inovação” ao lançar, em Lisboa, a ‘Fábrica de Unicórnios’, sublinhando tratar-se de “uma forma diferente de pensar a inovação” e como ter mais ‘start-ups’, “mais empresas da Comunidade que podem vir até Lisboa”, afirmou.

“Vamos criar ‘laboratórios’ de liberdade, tema que hoje precisamos para que os nossos empreendedores tenham liberdade para criar, para fazer empresas, não ser esmagados por impostos e por regras, isso é algo que temos em comum e vamos trabalhar”, anunciou.

Na área da cultura, ambos os responsáveis disseram querer “fazer mais pelos jovens artistas”.

Já Ayuso sublinhou que “35% dos turistas espanhóis [em Lisboa] são provenientes da Comunidade de Madrid”, reconhecendo que “são muitos os vínculos partilhados” entre os habitantes das duas regiões. A responsável reconheceu ainda que há “muitas políticas” que podem ser feitas “de maneira conjunta”, fazendo “intercâmbios de experiências”.

Os comentários estão desactivados.