Cultura

José Carlos Malato assume-se como não-binário

Apresentador revelou-o através das redes sociais. 


José Carlos Malato assumiu-se esta quinta-feira através do Instagram como não-binário, uma pessoa que não se identifica nem com o genéro feminino nem com o masculino. 

Através da rede social, o apresentador fez um esclarecimento acerca da sua identidade de género na legenda de uma fotografia que publicou em que aparece mascarado. 

"Ser não-binário é uma questão de princípio ativista, pelo menos para mim. Acredito que a dualidade masculino/feminino ou outro está presente nos seres humanos apesar da cultura fascista e da sociedade patriarcal a tentarem esmagar", refere. "Isso significa que a minha identidade de género e expressão de género não são limitadas ao masculino e feminino. Estão para além desse espartilho maniqueísta."

Em termos de linguagem, Malato usa o exemplo de vários artistas portugueses e até do Papa.

"Dizer que se está ‘cansada’ é mais forte, semanticamente, do que ‘cansado’. ‘Sou portuguesa! Portuguesa concerteza’ - verso de Rosa Lobato de Faria - expressa melhor o que eu sou do que “sou português” ou “Sou um homem. Assim o provam as calças!”, como tão bem disse Ary dos Santos. Esse não-binarismo está até presente nas insondáveis palavras do Papa João Paulo I quando afirma que “Deus é pai e mãe". 

Para concluir, José Carlos Malato afirma que o seu "‘não-binarismo-pessoal’ é uma forma de dar representação e visibilidade a todos/todas/todes que sentem/são assim! É o meu dever enquanto megafone que detém algum poder de fala na sociedade portuguesa".

O mesmo acrescenta ainda que se trata de uma "demonstração de empatia com todes os que sentem como eu e um manifesto contra todas as formas de discriminação e violência que muit@s sofrem/sofremos todos os dias! Numa era marcada pelo terrorismo das redes sociais! Ninguém pode ser quem não é. E ser quem se é não prejudica ninguém. E a mais ninguém diz respeito! Disse!".

De acordo com a LGBT Foundation, as "pessoas não-binárias podem escolher ser tratado com o pronome ele ou ela ou preferir um pronome de género neutro" e foram várias as celebridades que usaram as redes sociais para revelar a sua identidade de género, como aconteceu com Demi Lovato e Sara Ramirez, sendo que também Sam Smith e Janelle Monae se assumiram como não-binários. 

Os comentários estão desactivados.