Sociedade

PJ detém suspeito de homicídio cometido com uma barra de ferro

Homicídio ocorreu em agosto deste ano. 

PJ detém suspeito de homicídio cometido com uma barra de ferro

Um homem de 24 anos foi detido pela Polícia Judiciária por suspeitas de homício qualificado, um crime ocorrido a 19 de agosto deste ano em Loures, distrito de Lisboa, que resultou na morte de um cidadão de 53 anos. 

De acordo com um comunicado da autoridade, o crime ocorreu "na via pública, junto de um estabelecimento comercial, tipo 'snack-bar'", no concelho de Loures.

Um homem, estrangeiro, de 53 anos, foi abordado pelo agressor, que "no uso de força física e com auxílio de um objeto de natureza contundente", lhe provocou "lesões que vieram a revelar-se fatais", explica a PJ. A vítima acabou por morrer no local, devido à gravidade da ação sofrida. 

Na sequência da investigação deste crime, a PJ obteve outras informações e provas em relação a "outras ocorrências violentas praticadas pelo mesmo agressor para com outras vítimas, também e, aparentemente, sem qualquer motivo válido ou atendível", sendo que, duas semanas após este o homicídio, a autoridade informou que o suspeito, um "português, com 24 anos", que está "fortemente indiciado" de ser o responsável deste assassinato, foi identificado e detido fora de flagrante delito.

Em comunicado, a PJ indica que o homem já foi presente às autoridades judiciárias, nos serviços do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa Norte - Loures, para interrogatório judicial, que resultou na aplicação da medida de coação mais gravosa, prisão preventiva.

A 20 de agosto, o Correio da Manhã deu conta da morte de um cidadão de 53 anos, vítima de um homicídio à porta de um café no bairro da Quinta da Fonte, em Loures, onde ocorreu uma rixa entre várias pessoas, tendo um dos envolvidos usado uma barra de ferro. 

O suspeito do crime atingiu a vítima mortal várias vezes com este objeto, uma delas na cabeça, tendo fugido do local antes de a polícia chegar.

Segundo a PJ, "a ação agressiva do suspeito para com várias pessoas residentes naquele bairro habitacional desencadeou um forte sentimento de insegurança e alarme social", situação que acabou por ser contida com a investigação policial, que levou à detenção do suspeito fora de flagrante delito. 

Os comentários estão desactivados.