Desporto

NBA. Gigantes com mãos de veludo

A melhor liga de basquetebol do mundo começa esta madrugada. A NBA tira-nos horas de sono, mas vale a pena assistir à maior concentração de estrelas do planeta!


A longa espera terminou. A 77.ª edição da National Basketball Association (NBA) começa esta semana com 30 equipas (29 dos EUA e uma do Canadá) divididas por duas conferências: Leste e Oeste. O interesse competitivo da liga profissional de basquetebol dos Estados Unidos aumenta à medida que a época avança, vale a pena estar atento ao que se passa nos frenéticos pavilhões onde os ‘gigantes’ fazem magia com a bola nas mãos. O internacional português Neemias Queta vai disputar a segunda época na NBA, e pode bem ser o ano da sua afirmação nos Sacramento Kings.

Maratona de jogos A fase regular começa em outubro e termina no início de abril. Neste período há apenas uma semana de folga para se realizar o espetacular All Star Weekend. As 16 melhores equipas da fase regular vão jogar os playoffs a partir de 15 de abril.

A fase final é disputada, em junho, à melhor de sete jogos entre o vencedor da Conferência Leste e o campeão da Conferência Oeste. A equipa que tiver feito a melhor campanha na temporada regular fica com a vantagem de disputar os dois primeiros jogos em casa e, se necessário, os jogos 5 e 7. A equipa que primeiro alcançar quatro vitórias garante o título da NBA. Espetáculo garantido em 1230 jogos! 

No plano desportivo, os Golden State Warriors começam a defender o título esta madrugada (03h00) frente ao LA Lakers.

A concorrência é forte, e são muitas as equipas preparadas para tirar o cetro à formação da Califórnia. Os Boston Celtics, Milwaukee Bucks, Los Angeles Lakers e Phoenix Suns têm a orquestra afinada e buscam a redenção após uma época falhada.

Entre as vedetas do melhor basquetebol do mundo está Jalen Duren, o jogador mais jovem da temporada 2022/23 com 18 anos. Udonis Haslem (42 anos) dos Miami Heat e LeBron James (37 anos) dos Lakers, são os jogadores mais velhos – vão disputar a vigésima temporada – mas não perderam a mão para o basquetebol. Historicamente, a NBA tem os jogadores mais alto do planeta, caraterística fundamental para ter êxito nas ações de ataque e defesa.

O sérvio Boban Marjanovic (Houston Rockets) é atualmente o jogador mais alto da NBA com 2,24 metros, deixando ao pequeno espanhol Facundo Campazzo (Dallas Mavericks) o papel de jogador mais baixo da competição, com 1,78 metros de altura.

Outra curiosidade é saber se LeBron James ultrapassa Kareem Abdul-Jabbar como o melhor marcador de sempre da fase regular da NBA. A estrela dos Lakers necessita de 1326 para destronar o rival, que lidera o ranking com 38387. 

A NBA anunciou quatro modificações no regulamento para a temporada 2022/23. As faltas intencionais na fase de transição passam a ser penalizadas com lance livre e a bola é entregue à equipa que sofreu a falta. O árbitro deixa de poder ir ao Replay Center para ver uma reposição de bola nos dois últimos minutos de jogo. A NBA pode multar os suplentes e o staff das equipas se ficarem demasiado tempo fora do banco, pois isso pode distrair o rival. Deixa de ser necessário esperar pelo período de desconto de tempo para fazer a contagem dos pontos.

Espetáculo bem pago A NBA é dos desportos mais bem pagos do mundo e dos que tem maior audiência, as finais da época passada entre os Golden State Warriors e os Boston Celtics tiveram uma audiência média de 12,4 milhões de telespetadores.

Para evitar a supremacia das equipas mais ricas (como aconteceu com os Boston Celtics que venceram oito títulos consecutivos na década de 60), a liga estabeleceu, na época 1984/85, um teto salarial. Para a nova temporada cada equipa só pode gastar 125,5 milhões de euros em salários de jogadores, mas esse valor é flexível, e se uma equipa ultrapassar os 153 milhões de euros é aplicada uma multa chamada imposto de luxo. O regulamento financeiro da NBA contempla a situação inversa; se uma equipa gastar menos de 90 por cento da folha salarial está sujeita a uma multa por ‘gastar pouco’. 

Apesar desse controlo financeiro, os 15 jogadores mais bem pagos da NBA na temporada 2022/23 vão ganhar mais de 997 milhões de euros entre salários e patrocínios, e há mais de 40 jogadores a receber pelo menos 30 milhões esta época. Além disso, há dois basquetebolistas da NBA entre os atletas mais bem pagos do mundo na lista anual da Forbes.

A lista é liderada por Messi com 132 milhões de euros, e no Top 5 aparecem LeBron James (2.º) com 127,6 milhões de euros e Stephen Curry (5.º) com 97,7 milhões, estes valores incluem os patrocínios, publicidade e merchandising.

Os comentários estão desactivados.