Vida

Morgan Freeman atacado por participar na abertura do Mundial no Qatar

Fãs acusam-no de se ter "vendido"


O ator norte-americano Morgan Freeman está a ser fortemente atacado nas redes sociais por ter feito paarticipado, este domingo, na cerimónia que marcou o início do campeonato do mundo no Qatar.

Morgan Freeman recitou uma parte do segmento "The calling", onde disse aos adeptos "O futebol engloba o mundo, une as nações no seu amor pelo desporto-rei. O que une as nações une as comunidades", mas estas palavras não parecem ter impressionado todos os fãs, houve quem reagisse com desagrado nas redes sociais e o acusasse de se ter "vendido" e de ter usufruído do "dinheiro manchado com sangue qatari". 

A presença da estrela de cinema está a gerar controvérsia, com as acusações de violação dos Direitos Humanos no Qatar a continuarem na ordem do dia, não havendo sinais de abrandamento, neste que é já considerado o Mundial mais polémico de sempre.

A FIFA parece estar a ceder às pressões e exigências do país anfitrião do evento, pelo também tem sido muito criticada pelas decisões tomadas, desde a proibição de álcool nos estádios à braçadeira com as cores da comunidade LGBTQI+.
 

Os comentários estão desactivados.