Sociedade

Via Verde "rejeita categoricamente qualquer acusação de burla"

Empresa rejeita acusações de usar um alegado esquema que envolve os identificadores, onde pedem por email, aos clientes que efetuem a substituição do aparelho por falhas no funcionamento, mas os utilizadores garantem que os dispositivos funcionam sem problemas.

Via Verde "rejeita categoricamente qualquer acusação de burla"

Na sequência dos inúmeros relatos de consumidores no Portal da Queixa para com a Via Verde – acusando-a de usar um alegado esquema que envolve os identificadores para pedir mais dinheiro –  a empresa disse, esta quarta-feira, que "rejeita categoricamente qualquer acusação de burla, incompatível com os valores e a prática da marca”. 

Em comunicado enviado ao Nascer do Sol, a empresa frisa que “tem sempre como objetivo garantir o melhor serviço aos seus clientes e, por isso, sempre que um cliente passa numa portagem e a transação falha, a Via Verde comunica diretamente com o cliente a dar conta de um eventual problema”. 

Deste modo, a Via Verde “apenas” contacta o cliente quando aparece “uma luz amarela na passagem da portagem” – podendo indiciar um “potencial problema”. 

Este alerta, diz ainda a empresa, "visa sempre proteger os clientes”, uma vez “que em causa estão transações financeiras cuja segurança é fundamental”. Caso o problema seja confirmado, a Via Verde informa que o cliente pode “subscrever um plano Via Verde” ou “comprar um identificador novo”.  

“A decisão final é sempre do cliente”, conclui a empresa.  

 

Os comentários estão desactivados.