atentado

"Vocês vão morrer", gritou homem que matou 24 pessoas em Quioto