Politica

Negrão reafirma independência face ao BES

O jornal i noticia esta terça-feira a ligação entre o deputado que vai presidir à Comissão de Inquérito ao BES e aquele grupo financeiro. Mas Fernando Negrão assegura que não há incompatibilidade, garantindo nunca ter dado qualquer parecer "relacionado directa ou indirectamente com o BES".

Em comunicado divulgado pelo gabinete de imprensa do PSD no Parlamento, Fernando Negrão conta que em 2009 acertou com a sociedade de advogados Albuquerque e Associados uma colaboração que passaria pela constituição de um gabinete de Direito Penal Económico.

Negrão diz que essa iniciativa "nunca chegou a concretizar -se por força das circunstâncias ditadas pela crise económica".

O jurista manteve, contudo, uma relação de colaboração com aquela sociedade de advogados, que trabalhava para o grupo BES.

Apesar disso, o social-democrata assegura nunca ter prestado qualquer serviço de consultoria que estivesse "directa ou indirectamente " ligado ao BES.

Negrão diz ainda que comunicou esta relação com a Albuquerque e Associados ao líder da bancada parlamentar laranja, Luis Montenegro, defendendo que não entendia que essa colaboração pudesse pôr em causa "a independência e isenção necessárias ao exercício do cargo de presidente da Comissão de Inquérito ".

margarida.davim@sol.pt