Opiniao

E depois de entrar?

Esmiuçar os diversos pontos e áreas de uma discoteca ou qualquer outro espaço de eventos noturnos está cheio de lugares comuns, mas também de diversos segredos e muitas curiosidades por contar. Lugares comuns porque na noite, seja dentro ou fora de qualquer sítio, já sabemos que devemos sempre privilegiar as áreas mais iluminadas e fugir de lugares esconsos, no caso de sentirmos alguma insegurança. Que de preferência devemos andar em grupo e não isolados.

Estes temas podem parecer vazios de conteúdo, mas no meu entender é importante até para os pais que querem aconselhar da melhor forma os filhos que saem, não estando, no entanto, suficientemente informados uma vez que não frequentam hoje em dia este tipo de espaços com a mesma regularidade. Porque o natural é um pai ou uma mãe ficar mais descansado se souber que o filho ficou calmamente sentado num sofá no canto do bar ao invés de passar a noite a dançar energicamente na pista. Mas o que parece nem sempre é na realidade...

Os negócios mais obscuros que a noite atrai, nomeadamente o tráfico de drogas e os furtos, dão-se longe dos ‘holofotes’ e das câmaras de vigilância, normalmente nos locais de menor passagem e que menos chamem a atenção, sendo esses sem dúvida de evitar para que numa pretensa troca de olhares não se seja apanhado no sítio errado e à hora errada. Também as casas-de-banho são locais problemáticos, não só porque se fazem negócios ilícitos, como também é o espaço preferencial de consumo de drogas, uma vez que é o único local onde se pode trancar a porta e afastar-se da atenção dos seguranças ou de outros clientes mais atentos. Aqueles que convivem mal com as substâncias proibidas, por vezes podem criar conflitos, já que estão alterados, e daí aos atritos, aos piropos, e às conversas indesejadas, é um tiro. 

O local mais tranquilo é por isso, em regra, a pista de dança, porque ali não faltarão pessoas à sua volta e por norma haverá sempre pelo menos uma que não será conivente com alguma abordagem menos própria que possa receber. Além disso, é este o espaço que as pessoas que saem à noite para se divertir verdadeiramente escolhem, uma vez que se encontram mais perto do DJ e do som, estando por isso mais facilmente envolvidos pelo ambiente positivo que o circunda. Também as caixas de pagamento e os bares são zonas muito frequentadas estando por isso sempre mais vigiadas.

Beber em excesso ao ponto de se tornar mais susceptível e permeável, deixar pertences em qualquer local que não seja o bengaleiro ou olhar fixamente para pessoas que lhe pareçam estar ali por outros motivos, serão seguramente caminhos mais do que errados para quem quer sair de uma noite com boas recordações e experiências positivas. Fazer o possível para evitar confrontos ou situações indesejadas depende muito de nós. Em várias vezes que me pisaram fui o próprio a pedir primeiro desculpa. Não me sinto menos homem por causa disso e com esse tipo de atitudes não me tenho dado mal!