Economia

INE. Ao contrário dos empresários, consumidores estão mais confiantes

Os consumidores portugueses estão mais confiantes.


De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), a confiança dos portugueses tem vindo a aumentar entre setembro e novembro deste ano.

"A recuperação do indicador de confiança dos consumidores em Novembro deveu-se ao contributo positivo das perspetivas relativas à evolução do desemprego, das expectativas relativas à situação económica do país e, menos intensamente, das apreciações da evolução da situação financeira do agregado familiar”, explica o instituto nacional.

Mas nem todos são os dados são satisfatórios. Se, por um lado, a confiança dos consumidores aumentou, a dos empresários diminuiu. “O indicador de confiança da indústria transformadora também aumentou em Outubro e Novembro, após ter estabilizado no mês anterior, verificando-se um contributo positivo de todas as componentes, perspetivas de produção, apreciações sobre a evolução dos stocks de produtos acabados e opiniões sobre a procura global”, pode ler-se na análise feita pelo INE.

O indicador de confiança da Construção e Obras Públicas, do Comércio e também dos Serviços caíram.