Politica

BE e Governo em reunião sobre precários no Estado

O Governo e o BE vão ter amanhã a primeira reunião sobre a integração de trabalhadores precários no Estado.

Amanhã ao final do dia, uma delegação do BE vai receber finalmente o relatório feito pelo Ministério das Finanças sobre precários na Administração Pública.

O documento tinha sido inicialmente prometido ainda antes da aprovação do Orçamento do Estado, mas a sua entrega foi sendo sucessivamente adiada pelas Finanças.

O último prazo que tinha sido dado ao BE era o do fim do mês de janeiro. Mas no último debate quinzenal no Parlamento, António Costa tinha garantido que o relatório chegaria às mãos dos bloquistas até ao final desta semana, promessa que será amanhã cumprida.

O combate à precariedade é um dos compromissos assumidos na posição conjunta assinada pelo BE para garantir o apoio parlamentar ao Governo e Costa já deixou claro haver abertura para integrar nos quadros os trabalhadores que assumem funções de caráter permanente no Estado mas estão a recibos verdes.

O Governo tinha chegado a anunciar que os concursos para essa integração seriam lançados até outubro deste ano. Mas no BE há já quem duvide deste calendário.

É que no início de fevereiro ainda está tudo por definir: incluindo quem se enquadra na categoria de falsos recibos verdes no Estado e quais os termos da sua integração.

Para já, o BE parte para a reunião sem qualquer informação. Os bloquistas não sabem sequer se o Governo vai já apresentar a fórmula usada para a integração ou simplesmente revelar o levantamento feito.

"Vamos para ouvir", limita-se a comentar ao i líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares.