Politica

Abreu Amorim: Marcelo fez marcha à ré

Deputado do PSD diz que Presidente da República faria melhor em não dizer uma coisa e o seu contrário

O deputado do PSD, Carlos Abreu Amorim, escreveu esta tarde, na rede social Facebook, que talvez fosse melhor Marcelo Rebelo de Sousa não ter dito "nem uma coisa nem o seu contrário".

Do ponto de vista do vice-presidente do grupo parlamentar social-democrata, Marcelo desdiz-se e fez "marcha à ré". 

"O último a precipitar-se em conclusões sem base deveria ser o mais alto magistrado da nação - mas isto digo eu que tenho uma visão institucional das coisas e da política", escreveu Abreu Amorim. 

Marcelo garantiu na madrugada de sábado, nas primeiras reações ao incêndio de Pedrógão Grande, que  "não era possível ter-se feito mais", perante "situações imprevisíveis". Marcelo disse ainda que "o que se fez foi o máximo que se poderia ter feito". 

Abreu Amorim reagia à notícia publicada hoje cujo título dizia "Marcelo reconhece que no sábado faltou organização em Pedrógão", contrastando com o previamente afirmado.