Politica

Políticos enviam condolências às vítimas

Assunção Cristas, Ferro Rodrigues, Santana Lopes entre outros, deixam mensagens de esperança para as vítimas dos incêndios

Portugal está a ser novamente assolado pelos incêndios e as personalidades da política portuguesa, partidos, lideres, entre outros, já vieram expressar as suas condolências às vítimas, o apoio aos bombeiros e exigem responsabilidades.

 

Assunção Cristas - Facebook

 

PAN (Pessoas-Animais-Natureza) - Facebook

 

Pedro Santana Lopes - Facebook

André Ventura - Facebook

 

Eduardo Ferro Rodrigues - Comunicado

"É com grande preocupação e angústia que tenho acompanhado as consequências dos vários incêndios florestais que ontem deflagraram no nosso país"

"Foi, segundo a Proteção Civil, o pior dia do ano em matéria de incêndios. Mais uma vez fora de época, mais uma vez com uma terrível combinação de fenómenos extremos”

"Não podemos ficar de braços cruzados; temos de nos preparar para lidar com esta ameaça, com novos modelos de organização, prevenção e combate"

 

PSD - Comunicado

"O PSD expressa, desde já, as suas mais profundas condolências aos familiares e amigos de todas as vítimas dos incêndios que deflagraram durante o fim de semana e continuam ativos, em todo o país"

"Pese embora a excecionalidade da conjuntura, não ignoramos a falência do Estado em momentos em que as populações dele precisaram"

"O PSD apela a todos os agentes políticos responsáveis para que tomem em consideração, com a máxima urgência e atenção, as conclusões que a Comissão Técnica Independente produziu, através do Parlamento"

"[Deixando] uma palavra de gratidão e solidariedade a todos os bombeiros e operacionais no terreno, pelo seu trabalho, esforço e sacrifício no combate às chamas" e "uma palavra também para as populações que, perante a ameaça às suas famílias e património, continuam a revelar uma coragem ímpar para ajudar a controlar o avanço dos incêndios"

 

PCP - João Frazão- Conferência de Imprensa

"A todas as populações afectadas, às vítimas e aos familiares atingidos, o PCP manifesta o seu pesar e a sua mais profunda solidariedade. Aos que, em todas as áreas da Protecção Civil, designadamente aos bombeiros e às forças de segurança, intervieram e intervêm ainda para minimizar danos e prejuízos, queremos transmitir o nosso mais profundo reconhecimento"

"Com o primeiro-ministro, vamos colocar-lhe a urgência que consideramos existir na tomada de medidas, já imediatamente em relação ao Orçamento do Estado. Os portugueses devem saber os meios que estão alocados à defesa da floresta para depois isso poder ser escrutinado"