Politica

Passos anuncia voto contra o orçamento

"Quando tivermos uma nova crise teremos de voltar ao princípio", afirmou o líder do PSD 

Passos Coelho anunciou que o PSD vai votar contra o Orçamento do Estado para o próximo ano.

“Merece o nosso voto contra, não há nenhuma dúvida sobre isso, porque não serve do ponto de vista estratégico o interesse colectivo, não está orientado para o futuro”, afirmou, nas jornadas parlamentares do PSD, em Braga, Passos Coelho.

O presidente do partido defendeu que a estratégia do governo socialista não está a preparar o futuro e “quando tivermos uma nova crise teremos de voltar ao princípio”.

Passos revelou que o PSD vai apresentar propostas de alteração ao orçamento que “apontem para a centralidade que as empresas representam na estratégia de recuperação do país” e acusou o PS de penalizar as empresas para “pagar a factura dos interesses particulares” dos partidos que apoiam o governo.

Passos avisou que, apesar de o PSD estar a preparar eleições internas, não irá em nenhuma circunstância “suportar” o governo socialista.

No discurso de encerramento das jornadas parlamentares, Passos Coelho fez duras críticas à “geringonça que hoje é tão má como se revelava em 2015”.

O ainda líder do PSD está cada vez mais convencido que de esta solução política terá “custos elevados” e está num processo de “morte lenta”.