Politica

António Costa deixa alerta sobre papel da GNR na fiscalização de limpeza das matas

Primeiro-ministro sublinha que o objetivo da ação não pode passar apenas por autuar os proprietários.

António Costa deixou, esta segunda-feira, um alerta sobre a importância do papel da GNR no que diz respeito à fiscalização de limpeza nas matas, referindo que o objetivo não é apenas autuar os proprietários, mas sim garantir que todas as obrigações sejam cumpridas.

"O que está em causa não é pagar ou não pagar multas, o que está em causa é se todos contribuímos para a segurança de todos. Uma mata não tratada é um risco para a vida de todos e, portanto, o que está aqui em causa não é cobrar as multas, não é autuar as pessoas, mas é garantir que cada um cumpre as suas obrigações", declarou o primeiro-ministro.

Costa falava à margem do Centro de Formação de Portalegre da GNR, onde 600 novos guardas começaram hoje a formação.