Politica

Catarina Martins: “Há 40 milhões de eucaliptos para plantar em Portugal”

A coordenadora do Bloco de Esquerda quis saber se o governo vai investigar a plantação ilegal de eucaliptos e criticou a Altice, pelas falhas na recuperação dos serviço de comunicação

Catarina Martins citou o relatório da Quercos, para denunciar 40 milhões de eucaliptos ilegais que estão prontos para serem plantados em Portugal, e sugeriu a António Costa que nacionalizasse a rede de telefone da PT de forma a garantir que o serviço de comunicação não volte a falhar.

“Trata-se de plantações de eucaliptos ilegais”, reforçou a coordenadora do BE. Costa garantiu que até ao final do semestre irão “aprovar todos os planos de ordenamento florestal da floresta”. “Vamos ficar com uma imagem clara do que é possível e não é possível plantar”, afirmou o primeiro-ministro, acrescentando que “não basta abrir aceiros, é necessário que a composição da floresta deixe de ter manchas contínuas de eucalipto e pinheiro, que são altamente inflamáveis, e possam ser combinadas com árvores de crescimento mais rápido e outras de crescimento mais lento, que são mais resistentes ao fogo”.

Sobre o SIRESP e a Altice, Catarina Martins desafiou o governo a ficar do lado do Bloco na votação para a nacionalização da rede de telefone da PT, para que o Estado cumpra aquilo que o privado não cumpre. Costa respondeu que estava em curso o Estado participar, de forma significativa, na empresa do SIRESP e que a Altice está a colocar os cabos de telefone via terra.

Além disso, “foram reforçados os sistemas com a redundância das 4 antenas móvel e com 451 antenas satélite que sejam usadas como redundância para a rede física”. “Creio que estamos em condições de dizer que em qualquer circunstância teremos melhores condições de funcionamento e de resistência do sistema do que tínhamos anteriormente”, acrescentou o primeiro-ministro.