Politica

Marcelo Rebelo de Sousa recorda João Semedo como “um homem de causas”

O Presidente da República lamentou hoje a morte do antigo coordenador do BE.

Numa nota divulgada no portal da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa "lamenta a morte de João Semedo e envia à família as mais sentidas condolências".

O chefe de Estado encontra-se em Cabo Verde, para participar na XII Cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), mas já reagiu à morte do médico.

"Médico de profissão e defensor do Serviço Nacional de Saúde, João Semedo foi um homem de causas, politicamente empenhado desde muito jovem, com um ativismo político anterior ao 25 de Abril. Militante do PCP durante muitos anos, partido que abandonou no início da década de noventa, chegou mais tarde a coordenador do Bloco de Esquerda", refere o Presidente da República, na nota divulgada esta terça-feira.

Marcelo considera que João Semedo "se destacou, sempre com uma afabilidade acentuada, convencendo pelo exemplo, afirmando-se pela força do seu pensamento lúcido e clarividente", sublinhando que “até a morte encarou com a firmeza e a bondade que o caracterizava, tendo afirmado numa das suas últimas entrevistas que viveu como quis e que de nada do que é importante se arrependeu. O país sentirá a sua falta, o Presidente da República honra a sua memória", acrescentou.