Sociedade

Cães terão localizado segundo corpo na pedreira de Borba

Estará junto à retroescavadora na qual trabalhava

As operações de buscas na pedreira de Borba, junto à estrada que ruiu e matou pelo menos duas pessoas, contam com a utilização de cães capazes de detetar pessoas por entre os escombros. E terá sido graças a estes animais que foi localizado o corpo da segunda vítima mortal confirmada.

O cadáver do trabalhador da pedreira estará por baixo de pedras, junto à retroescavadora na qual trabalhava, segundo o Observador.

Os trabalhos vão agora focar-se na retirada dos escombros nessa zona, além da drenagem da água que também irá continuar.

Recorde-se que três pessoas da zona continuam desaparecidas, segundo a GNR. Suspeita-se por isso que sejam também vítimas do deslizamento de terras, ocorrido na segunda-feira à tarde.

Os três homens podem ter sido arrastados para o interior da pedreira enquanto percorriam a estrada que abateu nas suas viaturas.

Os desaparecidos são um homem de 85 anos, residente no Alandroal e dois homens com cerca de 50 e 30 anos, cunhados que residiam em Bencatel. Os três estão incontactáveis desde a hora da tragédia.