Politica

César encerra congresso dos jovens do PS

Begonha chega à liderança da JS depois de várias polémicas com o seu percurso profissional. Candidata está de ‘consciência tranquila’.

O presidente do PS, Carlos César, encerra este domingo o congresso da JS, no Complexo Municipal dos Desportos de Almada. António Costa foi convidado, mas está fora do país. 

A reunião dos jovens socialistas foi antecedida por várias polémicas à volta de Maria Begonha, a única candidata à liderança. Begonha foi notícia por ter apresentado um currículo com dados falsos. O assunto poderá ensombrar o encontro dos jovens socialistas depois de destacados militantes como Ana Gomes ou Gabriela Canavilhas terem pedido a reabertura do processo de candidaturas. «O que sei dessa jovem não me parece que seja muito credível», disse ao i a eurodeputada. A ex-ministra da Cultura Gabriela Canavilhas defendeu que «o PS deve dar o exemplo e não aceitar a candidatura». 

Apesar das polémicas, Maria Begonha recusou desistir com o argumento de que conta com o apoio dos militantes da JS. «Posso lastimar essas declarações, mas o que é relevante é a opinião dos militantes da Juventude Socialista», diz a candidata em resposta aos ataques de alguns destacados militantes do partido. É quase certo que Maria Begonha vai ser a próxima líder da JS, mas a polémica não vai ficar por aqui. O Ministério Público  abriu um inquérito por causa dos erros no currículo que a candidata apresentou na câmara de Lisboa.

Begonha foi assessora do vice-presidente da câmara e ex-líder da JS Duarte Cordeiro  e terá referido falsamente uma experiência como assessora na área de Políticas Públicas Autárquicas. A investigação surge depois do militante socialista Gustavo Ambrósio ter apresentado uma queixa-crime contra a candidata.

A candidata escreveu esta semana um comunicado que serve como resposta às muitas dúvidas sobre o seu percurso profissional. «Reafirmo obviamente a disponibilidade que sempre demonstrei para esclarecer tudo o que houver a esclarecer. Não temo absolutamente nada e estou, porque estamos, de consciência tranquila». Begonha chega à liderança da JS com apoios de peso. Pedro Nuno Santos, Duarte Cordeiro e Pedro Alves estiveram no lançamento da sua candidatura.