Vida

“Não vou deixar que estraguem este momento com uma piada estúpida de um apresentador"

Futebolista recordou momento em que foi considerada a melhor jogadora do mundo


Ada Hegerberg, que venceu a última Bola de Ouro, voltou a referir-se à polémica com Martin Solveig na cerimónia de entrega do galardão da France Football.

Num texto intitulado por “não estou aqui para dançar”, a internacional norueguesa recordou os sentimentos vividos ao perceber que havia sido distinguida como a melhor jogadora do mundo e relembrou o momento em que, na entrega do prémio, o DJ lhe perguntou se sabia fazer o ‘’twerk’.

“Quando subi ao palco para receber o meu prémio, tudo estava calmo. Tudo estava quente. Tudo estava perfeito. Olhei para a multidão e vi tantos jogadores fantásticos. O futebol feminino e masculino estavam lado a lado. Que momento incrível e bonito”, escreveu no texto publicado no portal The Players Tribune.

“Não vou deixar que estraguem este momento com uma piada estúpida de um apresentador. Não estragou o momento. Não o estraga na minha memória”, acrescentou a futebolista que alinha pelo Lyon, contando vários pormenores da cerimónia.

“Lamento dizer, mas não sei fazer o ‘twerk’. Mas, se me apanharem na noite certa, e eu estiver bem, e puserem a música pop iraniana perfeita… Posso cantar como ninguém. E também consigo jogar algum futebol”, concluiu.

Leia aqui o artigo na íntegra.

 

Os comentários estão desactivados.