Politica

A greve “não pode ser um direito absoluto”, diz Vital Moreira

Vital Moreira defende que os utentes do SNS são as  “vítimas” da greve dos enfermeiros. “Cada greve no SNS é uma ajuda ao setor privado”, afirma o constitucionalista

Vital Moreira defende que “a greve, sobretudo em serviços de saúde, não pode ser um direito absoluto”.

O constitucionalista escreveu um texto no blogue Causa Nossa sobre a greve dos enfermeiros e considera que o governo deve recorrer à requisição civil.

“Duvido que uma greve reincidente desta natureza fosse tolerada em muitos outros países. A greve, sobretudo em serviços de saúde, não pode ser um direito absoluto”, afirma o ex-eurodeputado do PS.

Para Vital Moreira, é” evidente que cada greve no SNS é uma ajuda ao setor privado” e “as vítimas são obviamente os utentes, que sofrem a paragem dos serviços, e os contribuintes, que têm de suportar o sobrecusto do Serviço Nacional de Saúde”

O primeiro-ministro garantiu esta terça-feira, em entrevista à SIC, que utilizará "todos os meios legais possíveis e necessários" para travar o impacto da greve. António Costa já tinha classificado a greve como “ilegal” e “selvagem”