Internacional

Trump culpa os media e 'fake news' pelos tiroteios nos EUA

Trump disse ainda, dirigindo-se aos congressistas Republicanos e Democratas, ser necessário aprovar regras mais restritivas de verificação e antecedentes para quem queira adquirir armas de fogo, no entanto, afirma que tais medidas devem estar ligadas a uma reforma migratória “tão necessária”.

O presidente norte-americano, Donald Trump falou sobre os tiroteios que ocorreram no Ohio e em El Paso, este fim de semana, que levaram à morte de 29 pessoas e originaram mais de 50 feridos. Através da sua conta oficial de Twitter, Trump acusou os media e as fake news de serem uma das grandes razões que despoletaram o ataque.

“Os media têm uma grande responsabilidade na vida e segurança do país.  As 'fake news' têm contribuído para a raiva e violência que se tem construído ao longo de muitos anos. As coberturas jornalísticas têm que começar a ser justas, equilibradas e imparciais. Caso contrário este problema só ficará pior", escreveu.

Trump disse ainda, dirigindo-se aos congressistas Republicanos e Democratas, ser necessário aprovar regras mais restritivas de verificação e antecedentes para quem queira adquirir armas de fogo, no entanto, afirma que tais medidas devem estar ligadas a uma reforma migratória “tão necessária”.

"Não podemos deixar que aqueles que morreram em El Paso, no Texas, e Dayton, no Ohio, tenham morrido em vão. Qualquer coisa positiva, até mesmo grande, deve resultar destes eventos trágicos", escreveu ainda Trump.

A Câmara dos Representantes, controlada pelos Democratas, aprovou uma legislação sobre o controlo de armas que altera os atuais sistemas de verificação de antecendentes dos compradores de armas de fogo, no entanto, o partido Republicano ainda não aprovou o decreto-lei.