Politica

BE vai propor voto de condenação a palavras de André Ventura dirigidas a Joacine

Depois de ter sido divulgado que o Livre quer devolver às ex-colónias o património presente em território nacional, o líder do Chega propôs a “devolução” da deputada.

O Bloco de Esquerda vai propor um voto de condenação às declarações de André Ventura dirigidas à deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira. O anúncio foi feito por Pedro Filipe Soares nas redes sociais.

"André Ventura pede a deportação de Joacine Katar Moreira, expressão de racismo e falta de noção democrática. Este ato exige de todos uma frontal condenação", começou por escrever o líder parlamentar do Bloco de Esquerda, numa publicação partilhada no Twitter.

"É isso que proporemos ao Presidente da Assembleia da República e a todos os parlamentares", acrescentou.

Recorde-se que André Ventura falou sobre Joacine Katar Moreira e as propostas do Livre. Depois de ter sido divulgado que o partido quer devolver às ex-colónias o património presente em território nacional, o líder do Chega propôs a “devolução” da deputada: “Eu proponho que a própria deputada Joacine seja devolvida ao seu país de origem. Seria muito mais tranquilo para todos... inclusivamente para o seu partido! Mas sobretudo para Portugal!”, escreveu no Facebook.

Também  Francisco Rodrigues dos Santos, novo líder do CDS-PP, afirmou que “no CDS não existem Joacines”. 

O Livre emitiu de imediato um comunicado a reagir aos “ataques de carácter e referências de índole racista por parte de deputados e dirigentes partidários da direita”, frisando que o partido não pode deixar de repudiar “as declarações sexistas e deselegantes de Francisco Rodrigues dos Santos e as palavras deploráveis e racistas de André Ventura,  deputado da extrema-direita portuguesa”.