Cultura

A propósito de nada de Woody Allen chega às livrarias portuguesas em julho

A autobiografia do cineasta irá abordar temas controversos e inescapáveis, como as alegadas acusações de abuso sexual.

A autobiografia do realizador Woody Allen, A propósito de nada, vai ser publicada em Portugal pelas Edições 70 e chega às livrarias no próximo mês de julho, disse à agência Lusa fonte do grupo Almedina.

 

Em março, o grupo editorial Hachette, detentor dos direitos de publicação e que tinha aceitado publicar Apropos of Nothing (título original), nos Estados Unidos, anunciou que afinal não o faria, depois de protestos de funcionários, devido às acusações de abuso sexual à sua filha adotiva Dylan Farrow, de que Woody Allen é alvo, por parte da própria, da ex-mulher Mia Farrow e do filho de ambos, Ronan Farrow.

Foi então que a editora Arcade Publishing decidiu avançar com a publicação da autobiografia, e lançou-a no final daquele mês.

Agora, a autobiografia de Woody Allen vai chegar a Portugal pelas mãos do grupo Almedina que, através da chancela Edições 70, conta colocá-la à venda nas livrarias, no próximo mês de julho.

Em 2014, Dylan Farrow, filha adotiva de Woody Allen e Mia Farrow, acusou o pai de ter abusado sexualmente dela em 1992, quando tinha apenas sete anos, uma acusação que reiterou em 2018, mas que Woody Allen sempre desmentiu e que nunca foi comprovada pelas investigações que se fizeram ao caso.

Este é um dos temas da vida privada de Woody Allen que o cineasta aborda em A propósito de nada.