Politica

Governo responde ao PSD e garante que "não esconde nenhuma informação aos portugueses"

Augusto Santos Silva disse ainda que o  PSD "andaria melhor se defendesse o interesse nacional, em vez de procurar aproveitar este facto para fazer um caso de suspeita política".

O Governo garantiu, esta sexta-feira, que não esconde qualquer informação aos portugueses acerca da evolução da pandemia no país. A posição do Executivo surge em resposta ao PSD, que questionou se havia Estados-membros da União Europeia (UE) com informações que os portugueses desconheciam, depois de terem anunciado restrições às entradas de passageiros de voos com origem em Portugal.

“Queria denunciar a insinuação, que me dispenso de qualificar, segundo a qual o Governo estaria a esconder informações aos portugueses, contestando-a vivamente. O Governo não esconde nenhuma informação aos portugueses", disse o ministro dos Negócios Estrangeiros (MNE), Augusto Santos Silva, em declarações à agência Lusa.

O governante acrescentou ainda que o PSD "andaria melhor se defendesse o interesse nacional, em vez de procurar aproveitar este facto para fazer um caso de suspeita política" e voltou a defender que os Estados-membros da União Europeia que estão a restringir a entrada de voos provenientes de Portugal têm utilizado apenas "o critério dos novos casos de infeções registados nos últimos dias, ignorando que o número de infeções só faz sentido" ao ser comparado com o número de testes realizados.

“Portugal é neste momento, o sexto país da União Europeia que mais testes realiza por milhão de habitantes", destacou Santos Silva, referindo ainda que o país é também um dos que tem uma menor taxa de letalidade, uma "baixa taxa de incidência de casos positivos por testes realizados" e tem alguns dos "melhores indicadores em matéria de internamento hospitalar ou internamento em unidades de cuidados intensivos".

Recorde-se que o PSD desafiou esta sexta-feira o Governo a esclarecer se certos países terão informações "que os portugueses não sabem".