Economia

CEO do Eurobic passa poupança para Santander

Dias depois de rebentar o escândalo Luanda Leaks, Teixeira dos Santos ordenou a transferência de centenas de milhares de euros do banco de que é presidente executivo para o banco espanhol. Fonte oficiosa diz que foi para pedir um empréstimo para a compra de um apartamento em Matosinhos. Banco de Portugal não comenta.

Dias depois de ter rebentado o escândalo que ficou conhecido como Luanda Leaks – e que colocou Isabel dos Santos, Sindika Dokolo e alguns dos seus colaboradores mais próximos sob a mira da Justiça de Angola e de Portugal –, o CEO do banco EuroBic e ex-ministro das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, ordenou a transferências de centenas de milhares de euros da sua conta daquele banco em que a empresária angolana era acionista de referência para uma outra conta de que é titular no banco Santander.

Confrontados agora pelo SOL com esta operação nos dias seguintes a ter sido tornado público o caso Luanda Leaks – que logicamente abalou a confiança do mercado no EuroBic –, tanto Teixeira dos Santos como o Banco de Portugal recusaram prestar quaisquer comentários.

«O Banco de Portugal não faz comentários sobre questõs específicas das instituições sujeitas a supervisão», respondeu fonte oficial do banco central.

Já fonte oficiosa próxima de Fernando Teixeira dos Santos, confirmou ao SOL_a existência de uma operação de transferência de cerca de 200 mil euros da conta do ex-ministro no EuroBic para o Santander no intervalo de dias com que foi confrontada: «Entre o final de janeiro e o início de fevereiro».

Leia o artigo na íntegra na edição impressa do SOL. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.