Politica

"Isto é gozar com os portugueses". Rio reitera pedido a MP para investigar Novo Banco

Líder do PSD critica Governo após notícias de instituição ter vendido imóveis a fundo anónimo.

O presidente do PSD, Rui Rio, quer que o Ministério Público investigue o caso da venda de imóveis do Novo Banco, noticiada esta terça-feira pelo jornal Público.

Rui Rio disse que se trata, a ser verdade, de uma situação grave e lançou críticas ao Governo e acusou-o de estar "a correr atrás do prejuízo" com a injeção no Novo Banco.

"Isto é gozar com os portugueses", sublinhou, acrescentando que o prejuízo ia acabar por sair dos bolsos dos contribuintes. 

Sublinhe-se que Público noticiou hoje que o Novo Banco terá vendido 13 mil imóveis a um fundo das ilhas Caimão, de investidores anónimos, a quem também deu crédito para a própria compra.

“Excelente trabalho jornalístico. Tenho vindo a questionar insistentemente os negócios deste Banco Bom, e sempre disse que o Governo nunca devia ter pago sem aferir a seriedade das faturas. Parece que isto pode ser ainda pior do que se imagina. Tem a palavra o Ministério Público”, escreveu Rio, na sua conta oficial na rede social Twitter, após ser conhecida a investigação publicada pelo já referido jornal.