Politica

"É tão condenável uma atuação racista contra deputados como contra qualquer cidadão"

Marcelo reagiu ao e-mail anónimo enviado à SOS Racismo.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, reagiu, esta quinta-feira, ao e-mail enviado à associação SOS Racismo a ameaçar várias pessoas, inclusive três deputadas - Beatriz Sousa e Joana Mortágua do Bloco de Esquerda e a deputada não-inscrita Joacine Katar Moreira - e diz ter "tolerância zero" para "caráter criminoso das atuações que traduzam a violação de um princípio fundamental da constituição".

Marcelo afirmou ainda que "é tão condenável uma atuação racista que tenha contornos criminosos contra deputados como contra qualquer cidadão". Para o Presidente, "não há cidadãos de primeira e de segunda" e uma atitude racista "é igualmente condenável" sobre qualquer pessoa. 

As autoridades estão a investigar o caso, de modo a tentar averiguar a origem do e-mail onde as deputadas foram avisadas que tinham "um prazo de 48 horas" para "rescindirem das suas funções políticas e deixarem o território português" caso contrário medidas seriam tomadas "contra estes dirigentes e os seus familiares",