Sociedade

O primeiro nevão no país já levou ao corte de estradas e ao encerramento de escolas

A depressão Dora já chegou a Portugal e trouxe neve, frio, chuva, vento forte e agitação marítima.

A queda de neve, registada esta sexta-feira, em vários pontos do país já criou as perturbações habituais do fenómeno meteorológico. Há estradas cortadas e escolas encerradas no norte e no centro do país.

O IPMA prevê neve acima dos 1.400/1.600 metros para estas duas regiões e avisa que é provável um agravamento do estado do tempo durante o dia de hoje.

Na Serra da Estrela, as estradas de acesso ao maciço central estão encerradas devido à queda de neve e às condições climatéricas adversas. A circulação está interdita nos troços Piornos/Cruzamento da Torre, Cruzamento da Torre/Torre e Cruzamento da Torre/Lagoa Comprida, Lagoa Comprida/Sabugueiro, Sabugueiro/Cruzamento de Gouveia/Penhas Douradas/Manteigas e Manteigas Covilhã, não havendo previsões quanto à reabertura.

Na zona de Viseu, a queda de neve durante a madrugada levou ao condicionamento das Estradas Nacionais (EN) 2 e 321. A EN 321 está cortada entre Castro Daire e Cinfães, na zona da serra do Montemuro, e a EN2 entre Castro Daire e Lamego, em Bigorne.

Em Vila Pouca de Aguiar e em Montalegre, as aulas foram suspensas devido à queda de neve, que bloqueiou várias vias e que obrigou à interveção da Proteção Civil, no terreno em operações de limpeza das estradas.

Ainda no distrito de Vila Real, outros concelhos também acordaram vestidos de branco, como Boticas (nas zonas mais altas), Vila Pouca de Aguiar, Chaves, Valpaços e Mondim de Basto.