Sociedade

Crimes de pornografia infantil na internet aumentaram 180% em Braga e Viana do Castelo em 2020

Estes dados foram divulgados esta terça-feira para assinalar a comemoração do Dia Europeu da Internet mais Segura.

Os crimes de pornografia que envolvem menores de idade expostos na internet aumentaram 180% nos distritos de Braga e Viana do Castelo em 2020, face ao ano de 2019, resultando em 143 inquéritos instaurados pela Polícia Judiciária (PJ).

O coordenador de Investigação Criminal da diretoria de Braga da PJ, António Gomes, indica que no ano passado os 143 inquéritos dedicados a este tipo de crime foram “assinalados por entidades estrangeiras e denunciados na área do Departamento de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Judiciária de Braga”, cuja área de jurisdição atinge os distritos de Braga e de Viana do Castelo, explicou à agência Lusa em comunicado, esta terça-feira.

A divulgação dos números marca o Dia Europeu da Internet mais Segura, celebrado hoje, e é uma iniciativa da rede INSAFE com a ajuda da Comissão Europeia que tende a contribuir para a consolidação de uma Internet mais segura para todos os utilizadores, nomeadamente para os mais jovens.

António Gomes explica que "o aumento considerável dos crimes praticados com recurso e através de meio informático requer uma ação conjunta de todas as entidades, de modo a conhecer os perigos envolvidos na utilização da Internet e as medidas preventivas a adotar, numa exponencial utilização diária das plataformas digitais por pessoas cada vez mais novas, como é o caso do ensino à distância".

Ainda para assinalar o Dia Europeu da Internet mais Segura, "as burlas informáticas - MBWay - originaram, em 2020, 431 inquéritos, um aumento de cerca de 80% em relação a 2019”, assume o coordenador de Investigação Criminal da diretoria de Braga da PJ.

Nos distritos de Braga e Viana do Castelo, as burlas digitais "com recurso a técnicas de 'phishing', 'smishing' e 'vhishing' (que se destinam, através de e-mail, SMS ou telefone, extrair ilicitamente dados das pessoas) aumentaram 70%, com a instauração de 104 inquéritos", informou.

Além destas, as "burlas genéricas, por utilização de dados de cartões bancários, representaram a abertura de 1.225 inquéritos, sendo que as sabotagens informáticas e extorsão, vulgarmente designada de 'ransomware', com encriptação de dados empresariais, registaram um total de 46 inquéritos entrados, um aumento de cerca de 40%, em um ano", explicou António Gomes.

Em 2020, no DIC de Braga também deram entrada 121 inquéritos referidos a “burlas informáticas e falsidade informática", colocando em risco e-mails empresariais, o que significa "um aumento de aproximadamente 40%" em relação ao de 2019.

Os crimes de indevido acessos a contas online, tais como e-mail ou redes sociais, cresceram 60%, com 202 inquéritos instaurados, enquanto que os crimes de burlas cometidos em sites de compras de bens e produtos promovidos em plataformas e sites online criaram 279 inquéritos.

O Dia da Internet Mais Segura simboliza a "procura contribuir para a criação de uma Internet melhor para todos, promovendo a sua utilização esclarecida, crítica e segura, quer pelas crianças e jovens, quer pelas famílias, trabalhadores e cidadãos em geral".

Esta data é celebrada em mais de 170 países.