Politica

André Ventura oficializa recandidatura a líder do Chega

O deputado único do partido de extrema-direita demitiu-se do cargo após ter falhado o objetivo de ficar em 2.º lugar nas eleições presidenciais de 24 de janeiro, à frente da ex-eurodeputada Ana Gomes.

André Ventura, presidente demissionário do Chega, apresentou esta quarta-feira a sua recandidatura à liderança do partido. O deputado único do partido de extrema-direita demitiu-se do cargo após ter falhado o objetivo de ficar em 2.º lugar nas eleições presidenciais de 24 de janeiro, à frente da ex-eurodeputada Ana Gomes.

Segundo a moção a que a agência Lusa teve acesso, André Ventura afirma que  “a III Convenção [Nacional] terá de ser o passo definitivo” [do Chega] para alcançar a presença no executivo do país.

Na liderança do Chega desde junho de 2019, esta não é a primeira vez que Ventura se demite e depois se volta a candidatar. Em abril de 2020, demitiu-se do cargo após críticas relacionadas com a sua abstenção na votação do Estado de Emergência devido à crise pandémica, tendo sido reeleito em setembro, com 99% dos votos, na II Convenção Nacional do Chega.

As eleições do partido estão marcadas para o próximo dia 6 de março e a III Convenção Nacional do partido será, de acordo com o presidente da Mesa, Luís Graça, "realizada depois do levantamento das restrições sanitárias".