Economia

Associação Zero lança plataforma para ajudar a comprar carros elétricos

A mobzero.pt permite divulgar formas de mobilidade mais sustentáveis, divulgar os carros elétricos que existem no mercado nacional (características e vantagens ambientais e económicas), dando informações independentes, e também “desmistificar mitos ainda existentes sobre a tecnologia elétrica”, refere a Zero em comunicado.

A associação ambientalista Zero (com o apoio de outras seis entidades) lançou esta terça-feira a plataforma mobzero.pt, que tem como objetivo “mudar o paradigma da mobilidade, desenvolver cidades e vilas mais saudáveis, e informar cidadãos e empresas sobre a mobilidade elétrica”.

Esta “ferramenta” permite divulgar formas de mobilidade mais sustentáveis, divulgar os carros elétricos que existem no mercado nacional (características e vantagens ambientais e económicas), dando informações independentes, e também “desmistificar mitos ainda existentes sobre a tecnologia elétrica”, refere a Zero em comunicado.

A página contém, por exemplo, um simulador comparativo de veículos 100% elétricos com veículos a gasolina ou gasóleo, em termos de compra, utilização e emissões de dióxido de carbono e óxido de azoto (principais poluentes atmosféricos). “Os números mostram que, para a grande maioria dos modelos, os veículos 100% elétricos são mais vantajosos, quer em termos de emissões de gases poluentes, quer em relação aos custos totais de aquisição e utilização, que são comparáveis ou mesmo inferiores aos dos veículos a gasolina e gasóleo”, acrescenta a associação.

No comunicado a Zero lembra que o setor dos transportes é dos que mais contribui para a emissão de gases com efeito de estufa, sendo responsável, em 2018, por cerca de 25% das emissões de dióxido de carbono em Portugal.

“Os compromissos que Portugal assumiu no Acordo de Paris e, consequentemente a nível Europeu e nacional, com um objetivo de neutralidade carbónica em 2050, fazem com que a atuação neste setor deva ser realizada de forma concreta e integrada para uma redução efetiva do seu peso nas emissões de gases com efeito de estufa”, lê-se no comunicado.

Em 2020, as vendas de veículos com ligação a uma tomada representaram 10,5% do mercado europeu, quando em 2019 a mobilidade elétrica estava apenas nos 0,3%. Os últimos números da Federação Europeia de Transportes e Ambiente indicam que, no ano passado, foram registados na União Europeia mais de um milhão de veículos elétricos, duplicando o número de carros a circular sem consumo de combustíveis fósseis – são agora mais de dois milhões.