Internacional

Reino Unido apresenta plano de desconfinamento. Comércio não-essencial reabre em abril

A última etapa do plano de desconfinamento irá entrar em vigor a 21 de junho. "O fim está verdadeiramente à vista e um ano miserável dará lugar a uma primavera e um verão que serão muito diferentes e incomparavelmente melhores do que aquilo que vemos hoje à nossa volta", afirmou Boris Johnson.

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, apresentou esta segunda-feira o plano de desconfinamento em Inglaterra. O plano, dividido em quatro etapas, será marcado pela reabertura gradual do comércio não-essencial e pelo alívio de medidas contra a propagação da pandemia de covid-19.

“A ameaça permanece substancial com os números dos hospitais a começarem a descer agora e a ficarem abaixo do pico da primeira vaga em abril. Mas podemos seguir estes passos devido à determinação do povo britânico e ao sucesso extraordinário do nosso NHS (o serviço nacional de saúde britânico) ao vacinar mais de 17,5 milhões de pessoas no Reino Unido”, afirmou Boris Johnson.

Tal como já tinha sido avançado esta manhã, o primeiro-ministro britânico confirmou que as escolas irão reabrir já no dia 8 de março e que duas pessoas vão poder encontrar-se ao ar livre, por exemplo num jardim ou num parque. Três semanas depois, esta medida será alargada para um máximo de seis pessoas ou dois agregados familiares. Esta será a primeira etapa do plano de desconfinamento.

A segunda etapa, que terá início a 12 de abril, será marcada pelo início da reabertura do comércio não-essencial, como lojas, ginásios e cabeleireiros. E a terceira, a partir do 17 de maio, irá contar com a reabertura de pubs, restaurantes, hotéis e cinemas. Na mesma altura, será também autorizada a entrada de adeptos nos eventos desportivos e a maioria das regras de contacto social no exterior deixarão de existir. Já no espaço interior, poderão conviver dois agregados familiares diferentes.

Durante a terceira etapa, será também autorizada a presença de até 30 pessoas em celebrações como casamentos, batizados e funerais.

A última etapa irá entrar em vigor a 21 de junho e, a partir dessa data, as medidas de restrição nos contactos sociais irão ser levantadas e os restantes setores irão reabrir.

"O fim está verdadeiramente à vista e um ano miserável dará lugar a uma primavera e um verão que serão muito diferentes e incomparavelmente melhores do que aquilo que vemos hoje à nossa volta", afirmou Boris Johnson.

O Reino Unido tem sido bastante afetado pela pandemia de covid-19, contando com um total de 120.757 vítimas mortais da doença e 4.126.150 casos de contágio.